Regresso de férias

Depois de uma semana a mergulhar nas águas cálidas do Algarve, com boas capturas e emoções fortes. Trago-vos um cherinho de verão repleto de frescura e sabores vibrantes! Numa das poucas noites em que me deu para cozinhar, fizemos um jantar de peixe fazendo jus ao termo caçador-recolector😛 ( estes não foram capturados por mim, mas sim por outro companheiro de pesca submarina). Sou um fervoroso adepto da cozinha de fusão, e já antes aqui deixei uma sugestão de ceviche. Desta feita fiz Ceviche de Pampo (também conhecido como peixe-porco), para o qual vamos precisar de :

– 6 filetes de pampo (peçam já em filetes na peixaria, caso contrário vão ver-se a braços com o peixe mais chato de arranjar que há, pois tem uma pele coreácea muito dificil de tirar);

– 3 limas;

– Sal a gosto;

– Tempero de gengibre e citrinos ( há umas misturas da Margão que se chamam Cook Art, esta de gengibre e citrinos é muito boa);

– Cebolinho fresco;

– Coentros frescos;

– 1 malagueta grande fresca;

– Azeite extra-virgem;

Começamos por cortar os filetes às lascas finas e dispô-las num pirex ou recipiente largo para que não se sobreponham demasiado. Depois temperamos com sal e a mistura de gengibre e citrinos; juntamos o sumo das 3 limas e picamos o cebolinho, os coentros e a malagueta; rega-se com um pouco de azeite extra-virgem ( é importante usar este tipo de azeite para temperar em cru porque tem um grau de acidez menor) e mistura-se tudo. Leva-se ao frio cerca de meia hora e pode servir-se com croutons de alho. Acompanhem com um Casa de Santar Reserva – Branco 2009, um vinho tranquilo, com 9 meses de estágio em cascos de carvalho francês, e para apreciar no remanso da noite.
Fiquem bem e bons cozinhados!

One thought on “Regresso de férias

  1. Este fim-de-semana organizei um jantar cá em casa, e decidi experimentar o ceviche…com algumas alterações, claro está…em vez do pampo utilizei robalo e troquei a lima por toranja…um dos ingredientes que não utilizei foram os coentros, até porque não sou, de todo, apreciadora.O resultado final foi bom…pessoalmente gostei…quanto aos convidados as opiniões dividiram-se: uns partilharam da minha opinião, outros mostraram-se pouco receptivos ao "novo" prato.Como não poderia deixar de ser, existiram alguns percalços…tal como o de comprar o robalo inteiro e não em filetes…aconselho vivamente que não o façam…ó trabalhinho ingrato aquele de tirar a pele e as espinhas ao peixe…e como a memória me falhou na hora das compras (as usual), esqueci-me de comprar a malagueta…na volta utilizei pimento vermelho e ficou bom.Em suma, tirando os "acidentes" de percurso, o resultado foi positivo:)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s