Mercearia da Vila – uma viagem no tempo

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Há coisas fantásticas, não há?” Esta é a frase que já todos nos cansamos de ouvir. Mas a verdade é que faz todo o sentido. Eu, pelo menos, comprovei isso mesmo. E descobri algo verdadeiramente fantástico, melhor dizendo, um local deveras espectacular… 

Este ano, antes de ir de férias, propriamente ditas, iniciei uma espécie de estágio, aproveitando os fins-de-semana para passear por terras minhotas. Num deles, depois de aproveitar o sábado para ‘osgar’ (acção que pode ser desenvolvida na borda de uma piscina, num belo dia solarengo e quente, que se traduz em nada mais nada menos que ficar deitada ao sol e esperar que este nos dê cor), decidi aproveitar o domingo para visitar Ponte de Lima. Claro está que não parti nesta missão sozinha e levei comigo o meu companheiro de aventuras, o Miguel, e uma outra excelente companhia, o Paulo.

Ponte de Lima é, por excelência, um bom local para passear e conhecer. E não há nada melhor que ficar numa esplanada à beira-rio, a saborear uma bebida refrescante numa tarde de muito sol. Mas, eis senão quando a fome aperta, e lá temos de partir em busca de algo que nos aconchegue aquele ratinho que teima em aparecer.

Ao certo não sabíamos o que nos apetecia, muito menos onde ir. E sendo assim, lá partimos em busca de algo que nos enchesse as medidas. Após percorrermos as ruelas típicas de desta vila, encontramos um local que nos despertou o interesse. Era uma casa antiga, de cor branca e portas escancaradas, mesmo no Centro Histórico. A aparência agradou e lá fomos. E ainda bem! Foi uma experiência e tanto.

Ao entrarmos na ‘Mercearia da Vila’, assim se chama o local escolhido ao acaso, é como viajar no tempo e viver nos anos 50. De mercearia, este espaço, não tem apenas o nome, mas também o aspecto. Nas paredes ainda se encontram os armários, e neles os cartazes de publicidades a marcas que nos acompanham desde sempre. Toda a decoração combina com o negócio que lá se desenvolveu ao longo de anos. E quando digo anos, refiro-me a décadas. Desde mil novecentos e carqueja, se é que me faço entender.

Depois de os avós terem deixado de explorar a mercearia, a família decidiu aproveitar o espaço, e criar uma espécie de casa de petiscos. Um espaço inovador para Ponte de Lima, pois conseguiram fugir ao que de mais típico tem aquela vila, mas sem abandonar as suas raízes.

A ementa foi-nos apresentada num papel pardo e escrita à mão. Os individuais eram impressões de páginas dos ‘livros de assentar’ (muito utilizados antigamente nas mercearias locais. As pessoas faziam as compras durante todo o mês, e iam pagando ao longo do mesmo, e seguintes). Mas se por acaso pensam que os petiscos propostos eram os típicos rojõezinhos ou bolinhos de bacalhau, estão redondamente enganados. De tudo o que nos foi apresentado, escolhemos a ‘Morcela com Chutney de Ananás’, que apesar de este último não ser tão picante quanto os nossos paladares apreciam, fazia uma bela composição e mistura. As ‘Tostas de Rosbife’ traziam à mistura uvas, nozes e lascas de parmeggiano reggiano, o qual me apraz muito comer, e o ‘Granizado de Melão com Presunto’ estava deveras bem pensado. Num copo de shot o granizado, acompanhado de finas lascas de presunto. Verdade seja dita: foi o modo mais original que alguma vez me apresentaram de um petisco tão banal. Mas, a cereja no topo do bolo foram as ‘Tostas de Bacalhau com Presunto’. A fina fatia de broa de centeio coberta de bacalhau envolvido em queijo com o presunto estava simplesmente deliciosa. E para acompanhar tudo isto, uma refrescante sangria de espumante.

Além dos petiscos estarem deveras saborosos, a apresentação estava, de igual modo, bem elaborada. E combinava com a decoração do espaço. As porções, que dão para duas pessoas, são servidas em loiça estilo vitoriano, ou então, em placas de ardósia. Sim, é verdade, tudo em completa sintonia de ambiente, sem esquecer o pão servido dentro daqueles sacos de pano.

Tal como disse, a ‘Mercearia da Vila’ é ,mesmo, um local espectacular, que aconselho a todos aqueles que visitarem Ponte de Lima. Vale a pena uma experiência destas, ainda mais quando nos remete a viagens no tempo.
Ah! E quanto ao preço, desenganem-se. O total rondou os 10€ por pessoa, incluindo cafés.

Por tudo isto, se não conhecem Ponte de Lima, aqui fica o mote. E se já conhecem, não deixem de visitar numa próxima oportunidade.🙂

Informações úteis:

Mercearia da Vila
Telefone
258 753562 – 92 5996366
Site

3 thoughts on “Mercearia da Vila – uma viagem no tempo

    • Fico muito contente por teres gostado:) É isso que tentamos a cada texto, mesmo quando escrevemos apenas o que nos dá prazer!

      E o espaço…oh sim…qualquer desculpa serve de justificação. Aliás, deixo-te o desafio: visita a ‘Mercearia da Vila’ o mais breve que conseguires, e depois passa por aqui e dizer se todas as palavras ditas não foram poucas e insuficientes.
      Fico à espera;)

  1. Boas, ainda hoje lá fui tomar o pequeno almoço, em plenas feiras novas, a minha filha adora aquele espaço e também as sardinhas de chocolate (eh eh eh), que também eu em tempos gostei e agora recordei. Aproveito para informar que por cima da mercearia e também exploração da gerência, há uma pequena residêncial, não conheço mas pela parte do café deve fazer juros, são 6 quartos, que deve valer a pena visitar e pernoitar. Aproveito para desejar sorte a gerência e deixar um abraço as funcionárias pela simpatia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s